Em Igreja. Na Comunidade.

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009
São Martinho de Dume

Na Arquidiocese de Braga – S. Martinho de Dume, bispo de Braga, Padroeiro principal da Arquidiocese – SOLENIDADE

 

Nota Histórica

Martinho, oriundo da Panónia, nasceu no princípio do século VI e foi, ainda novo, para a Palestina. Era um homem de grande erudição e «por inspiração divina», como ele mesmo afirmava, veio para a Galiza cerca do ano 550. Converteu os suevos do arianismo à fé católica e fixou-se em Dume; aí fundou um mosteiro de que foi eleito bispo. Em 569 ficou a ser também bispo metropolita de Braga. Com a sua virtude e saber, diz S. Isidoro, a Igreja floresceu na Galiza. Morreu no dia 20 de Março do ano 579.
 

 

Ver: Secretariado Nacional de Liturgia; Wikipédia, a enciclopédia livre; e Verdades Portuguesas



publicado por Padre às 18:54
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
S. Marta

29  Julho
 

Nota Histórica

Era irmã de Maria e de Lázaro. Quando recebia o Senhor em sua casa de Betânia, servia-O com grande diligência, e com suas orações obteve a ressurreição de seu irmão.


In: Secretariado Nacional de Liturgia

 



publicado por Padre às 18:11
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Junho de 2009
SOLENIDADE DE S. PEDRO E S. PAULO

ANO B
29 de Junho de 2009


Tema da Solenidade de S. Pedro e S. Paulo

Na Solenidade dos apóstolos S. Pedro e S. Paulo, a liturgia convida-nos a reflectir sobre estas duas figuras e a considerar o seu exemplo de fidelidade a Jesus Cristo e de testemunho do projecto libertador de Deus.
O Evangelho convida os discípulos a aderirem a Jesus e a acolherem-n’O como “o Messias, Filho de Deus”. Dessa adesão, nasce a Igreja – a comunidade dos discípulos de Jesus, convocada e organizada à volta de Pedro. A missão da Igreja é dar testemunho da proposta de salvação que Jesus veio trazer. À Igreja e a Pedro é confiado o poder das chaves – isto é, de interpretar as palavras de Jesus, de adaptar os ensinamentos de Jesus aos desafios do mundo e de acolher na comunidade todos aqueles que aderem à proposta de salvação que Jesus oferece.
A primeira leitura mostra como Deus cauciona o testemunho dos discípulos e como cuida deles quando o mundo os rejeita. Na acção de Deus em favor de Pedro – o apóstolo que é protagonista, na história que este texto dos Actos hoje nos apresenta – Lucas mostra a solicitude de Deus pela sua Igreja e pelos discípulos que testemunham no mundo a Boa Nova da salvação.
A segunda leitura apresenta-se como o “testamento” de Paulo. Numa espécie de “balanço final” da vida do apóstolo, o autor deste texto recorda a resposta generosa de Paulo ao chamamento que Jesus lhe fez e o seu compromisso total com o Evangelho. É um texto comovente e questionante, que convida os crentes de todas as épocas e lugares a percorrer o caminho cristão com entusiasmo, com entrega, com ânimo – a exemplo de Paulo.

 

 



publicado por Padre às 00:06
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009
NASCIMENTO DE S. JOÃO BAPTISTA

24  Junho
 

Nota Histórica

João Baptista é o único santo, com a Virgem Maria, de quem a Liturgia celebra o nascimento para a terra. Isso deve-se certamente, à missão única, que, na História da Salvação, foi confiada a este homem, santificado, no seio de sua mãe, pela presença do Salvador, que mais tarde, dele fará um belo elogio (Lc. 7, 28).
Anel de ligação entre a Antiga e a Nova Aliança, João foi acima de tudo, o enviado de Deus, uma testemunha fiel da Luz, aquele que anunciou Cristo e o apresentou ao mundo. Profeta por excelência, a ponto de não ser senão uma «Voz» de Deus, ele é o Precursor imediato de Cristo: vai à Sua frente, apontando, com a sua palavra e com o exemplo da sua vida, as condições necessários para se conseguir a Salvação.
A Solenidade do Precursor é um convite para que conheçamos a Cristo, Sol que nos vem visitar na Eucaristia, e dêmos testemunho d’Ele, com o ardor, o desinteresse e a generosidade de João Baptista.


 



publicado por Padre às 18:30
link do post | comentar | favorito

Sábado, 14 de Fevereiro de 2009
Dia de São Valentim ou dia de São Cirilo?

Namorados celebram dia de São Valentim, mas a liturgia celebra o dia de São Cirilo e São Metódio

 

Liturgicamente, 14 de Fevereiro é o dia de São Cirilo e de São Metódio, não o dia de São Valentim. Segundo a tradição, São Valentim foi um dos primeiros bispos de Terni, que morreu mártir durante o reinado do imperador Cláudio II.

 O seu nome está ligado a algumas lendas – provavelmente nascidas em França ou Inglaterra quando este dia começou a ser dedicado aos namorados - desenhadas a partir das histórias em torno de São Valentim, decapitado a 14 de Fevereiro por se ter recusado a renunciar ao Cristianismo e por, secretamente, ter celebrado o casamento entre uma jovem cristã e um pagão legionário, apesar da proibição de Cláudio II.

Apesar de continuar a ser celebrado em várias paróquias, a festa de São Valentim foi removida do calendário litúrgico em 1969 – numa decisão de reformar as festas dos santos que tiveram origem em lendas. Até ao II Concílio do Vaticano, a Igreja Católica dedicava pelo menos 11 dias a São Valentim.

Segundo o Secretariado Nacional de Litúrgia, Cirilo, natural de Salónica, recebeu formação em Constantinopla. Juntamente com seu irmão, Metódio, dirigiu-se para a Morávia, para pegar a fé católica. Ambos prepararam os textos litúrgicos em língua eslava, escritos com letras que depois se chamaram «cirílicas». Chamados a Roma, Cirilo morreu a 14 de Fevereiro de 869. Metódio foi ordenado bispo e partiu para a Panónia onde exerceu intensa actividade evangelizadora, com o apoio dos Pontífices Romanos. Morreu no dia 6 de Abril de 885 em Velehrad (Morávia).

A festa de São Valentim foi importada pelos ingleses para os Estados Unidos da América no Séc. XIX com a produção industrial de cartões de namorados.

As relíquias de São Valentim encontram-se na Basílica de Terni, igreja dedicada a este santo. Nesta Basílica, todos os anos a 14 de Janeiro, vários noivos confirmam os seu votos.

 

In: Agência Ecclesia

 

 


tags:

publicado por Padre às 21:39
link do post | comentar | favorito

Sábado, 31 de Janeiro de 2009
S. JOÃO BOSCO, presbítero

31  Janeiro
 

Nota Histórica

Nasceu em 1815 perto de Castelnuovo na diocese de Turim. Sofreu muitas privações nos primeiros anos. Ordenado sacerdote, consagrou todas as suas energias à educação da juventude e com esse fim fundou várias obras, sobretudo a Sociedade de S. Francisco de Sales (Salesianos). Escreveu também vários opúsculos de cultura religiosa. Morreu em 1888.


Ver: Secretariado Nacional de Liturgia

 


tags:

publicado por Padre às 10:38
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

São Martinho de Dume

S. Marta

SOLENIDADE DE S. PEDRO E ...

NASCIMENTO DE S. JOÃO BAP...

Dia de São Valentim ou di...

S. JOÃO BOSCO, presbítero

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds