Em Igreja. Na Comunidade.

Domingo, 20 de Setembro de 2009
Odenação Episcopal de D. Manuel Linda

 

Hoje, às 16 horas na igreja de Nossa Senhora da Conceição (Sé de Vila Real), D. Manuel Linda foi sagrado Bispo. Desempenhará o seu serviço episcopal como Auxiliar de Braga.


Alegramo-nos ao acolher na nossa Arquidiocese mais um Bispo, em pleno Ano Sacerdotal.

 

Ver mais Notícias AQUI, AQUI e AQUI

 



publicado por Padre às 19:34
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009
Faleceu a mãe do Sr. D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro

Ao início da noite de ontem, faleceu a Sra. D. Donzelina dos Santos, mãe do Sr. D. António Francisco, Bispo de Aveiro, e ex-bispo Auxiliar de Braga.
As exéquias solenes celebram-se amanhã, sexta feira, na Sé Catedral de Lamego, pelas 11h.
O seu funeral realiza-se em Tendais, concelho de Cinfães, pelas 17h.

Ao bom amigo, senhor D. António Francisco, as minhas sinceras condolências e a certeza da minha oração.

 

In: Asas da Montanha

 


tags:

publicado por Padre às 19:11
link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Junho de 2009
D. Manuel Linda é o novo bispo auxiliar de Braga.

 

 

 

Bento XVI nomeou este Sábado como bispo auxiliar da diocese de Braga, com o título de Case Mediane, o Pe. Manuel Linda, reitor do Seminário de Vila Real, Vigário Episcopal para a Cultura e Coordenador da Pastoral da diocese de Vila Real.

Nascido a 15/04/1956 na Freguesia de Paus, Concelho de Resende, Distrito de Viseu, Diocese de Lamego. Frequentou os Seminário Menor (Resende) e Maior (Lamego) da Diocese de Lamego, bem como o Instituto de Ciência Humanas e Teológicas (Porto), já como aluno da Diocese de Vila Real. Recebeu a Ordenação Presbiteral a 10 de Junho de 1981.

Na carta enviada a D. Jorge Ortiga, arcebispo de Braga, e à diocese para onde irá exercer o seu múnus episcopal, D. Manuel Linda agradece a confiança depositada nele e "espero não defraudar". Em declarações à Agência ECCLESIA realça que  "não é de ânimo leve que se assume uma tarefa destas porque é uma missão que supõe muitas forças".

Assume-se como homem de estudo e de presença na sociedade. "Procuro conciliar as duas coisas" - realça. Tem uma relação privilegiada com a juventude porque "Deus colocou-me sempre em ligação com os jovens" - salientou.

Na carta enviada aos bispos de Vila Real - D. Joaquim Gonçalves e D. Amândio Tomás - reconhece que tem "dois amores especialíssimos: um, é a Universidade Católica; o outro, o Seminário de Vila Real".

Em declarações à Agência ECCLESIA, D. Manuel Linda sublinha que se os padres e os bispos começarem - a partir do centro - a "fazerem homens livres, a sociedade será de gente livre". E acrescenta: "estou convencido que todos os padres e bispos são os fazedores da libertação interior".
 

 

In: Agência Ecclesia

 


- Curriculum Vitae de D. Manuel da Silva Rodrigues Linda

- Carta a D. Jorge Ortiga e à diocese de Braga

- Carta do novo bispo auxiliar de Braga à diocese de Vila Real

- Carta de D. Jorge Ortiga sobre a nomeação



publicado por Padre às 23:57
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009
Presidente critica nova lei do divórcio

Cavaco Silva inaugura Congresso da CNIS e deixa alertas em Fátima

 

O Presidente da República abriu hoje os trabalhos do IV Congresso da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), em Fátima, deixando alertas para a falta de recursos destas instituições e duras críticas à nova lei do divórcio.

“Dos contactos que tenho mantido com dirigentes de instituições de solidariedade, recolho a informação de que a maioria dos casos de 'novos pobres' está associada a situações de divórcio”, revelou, na sua intervenção.

Cavaco Silva diz que, segundo os mesmos dirigentes, “esses casos tenderão a aumentar com a nova lei do divórcio aprovada pela Assembleia da República”.

(...)

“Tradicionalmente eram os laços familiares que contribuíam para amortecer alguns destes efeitos das crises económicas. Porém, face às dificuldades que a instituição familiar vem atravessando, esses laços ou já não existem ou revelam-se tão frágeis que dificilmente exercem essa função”, alertou.

Sobre a realidade dos “novos pobres”, o Presidente da República sublinhou que esta “já não se alimenta de ilusões” e que “a sua dimensão e intensidade são razões suficientes para que encaremos com verdade e firmeza os tempos difíceis que vivemos, mas também com esperança e ambição os tempos futuros que desejamos construir”.

(...)

Neste contexto, o Presidente da República diz que é “importante fazer chegar ao maior número de cidadãos em situação de carência os escassos recursos geridos pelas instituições públicas e privadas de solidariedade”, afirmou, frisando que “mais importante é que o façamos no respeito pela dignidade de cada pessoa, cada família, cada caso a que pretendemos acudir”.

Cavaco Silva quis “saudar todos os representantes das instituições de solidariedade aqui presentes e expressar o meu reconhecimento pelo trabalho que têm vindo a desenvolver no sentido de contribuir para que a sociedade portuguesa seja mais coesa, mais solidária, mais justa e mais desenvolvida”.

Uma palavra especial foi ainda deixada às crianças: "Nas creches, nos jardins-de-infância, nas escolas e nos ateliers de tempos livres, temos de reforçar a nossa atenção e o nosso empenho para que essas crianças possam manter as condições mínimas de bem-estar".

(...)

O Congresso da CNIS conclui-se este Sábado, com a tomada de posse dos novos órgãos sociais, eleitos nesse mesmo dia, e com a cerimónia de encerramento onde o Governo se fará representar pelos titulares das pastas da Educação e do Trabalho e Solidariedade Social. 
 

In: Agência Ecclesia



publicado por Padre às 17:21
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009
Papa explica levantamento das excomunhões

Bento XVI explicou hoje (dia 28 de Janeiro) a sua decisão de levantar as excomunhões aos quatro Bispos ordenados em 1988 por mons. Lefebvre, sem mandato pontifício, falando num “acto de misericórdia paterna”.

O Papa revelou na audiência geral desta Quarta-feira que espera agora, da parte dos destinatários desta decisão, “posteriores passos necessários para realizar a plena comunhão com a Igreja”.

Em particular, Bento XVI falou na necessidade de testemunharem “verdadeira fidelidade e verdadeiro reconhecimento pelo magistério e a autoridade do Papa e do Concílio Vaticano II”.

Os Bispos em causa são D. Bernard Fellay, D. Bernard Tissier de Mallerais, D. Richard Williamson e D. Alfonso de Galarreta.

O Papa lembrou as palavras pronunciadas na Missa do seu início de ministério, em Abril de 2005, na qual falava do chamamento à unidade: “Alegremo-nos pela tua promessa, que não desilude, e façamos o possível para percorrer o caminho rumo à unidade, que tu prometeste. (...) Não permitas que a tua rede se rompa e ajuda-nos a ser servos da unidade”, repetiu hoje (dia 28) Bento XVI.

No “cumprimento específico deste ministério”, frisou o Papa, decidiu levantar as excomunhões porque “estes prelados manifestaram, repetidamente, o seu vivo sofrimento pela situação em que encontravam”.

 

In: Agência Ecclesia



publicado por Padre às 00:05
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Odenação Episcopal de D. ...

Faleceu a mãe do Sr. D. A...

D. Manuel Linda é o novo ...

Presidente critica nova l...

Papa explica levantamento...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds