Em Igreja. Na Comunidade.

Domingo, 13 de Junho de 2010
Carta aberta a todos os Sacerdotes de Portugal

O ano sacerdotal que ontem (11.06) encerrou deu-nos oportunidade de conhecermos melhor a vossa vida e meditarmos sobre a vossa vocação.

Obrigado pelo vosso sim, repetido todos os dias, que resplandece como sinal de contradição no mundo sedento de verdade.

Obrigado pela vossa adesão livre e comprometida à vontade do Pai, que nos leva a procurar a paz que liberta e acende em nós o fogo do Amor de Deus.

Obrigado pela vossa união a Cristo e à Igreja por Ele fundada, que nos ajuda a reconhecer a grande graça de pertencermos à Igreja e de nos ancorarmos sobre a rocha da verdade de Cristo, quaisquer que sejam as tempestades.

Obrigado pelo vosso celibato vivido na alegria e no amor de Deus de ternura, que nos inspira a nos darmos uns aos outros na generosidade do dom total.

Obrigado pela vossa devoção à Santa Missa, milagre de eternidade que todos os dias ilumina e transforma as nossas limitações e nos permite fazer do Senhor eucarístico o princípio e o fim do nosso viver.

Obrigado por nos acompanharem nos momentos mais importantes da nossa vida: baptizando-nos, dando-nos o Senhor Jesus, ouvindo cheios de compaixão as nossas confissões, entusiasmando-nos a receber o Espírito Santo, juntando as nossas mãos no dia do nosso casamento, e preparando-nos para ir ao encontro de Deus.

Por estas razões e tantas outras que não caberiam nesta carta e encheriam livros, nós queremos expressar publicamente o nosso apreço, carinho e gratidão por cada um, nossos queridos Padres, pelas vossas vidas e sacerdócio.

Com toda a estima e lealdade, prometemos acompanhar-vos com a nossa oração e os nossos sacrifícios para que nenhuma provação vos esmague, nenhuma dor vos destrua, nenhuma tentação vos vença. Gostaríamos nós também de vos oferecer essa amizade santa que os irmãos de Betânia, Marta, Maria e Lázaro testemunharam a Jesus durante a Sua vida na terra. Convosco nos empenhamos para que o Reino de Deus, com a alegria da paz e o esplendor da luz de Cristo, Morto e Ressuscitado, chegue aos confins do universo.

Pedimos a Deus que renove abundantemente as graças da vossa ordenação.

E cada um, com as características e os dons que lhe são próprios, entregamos a Nossa Senhora, Mãe de Deus e nossa Mãe, Rainha de Portugal e dos Sacerdotes, Virgem de Fátima, pedindo-lhe que vos seja sempre consolo.

Ao Coração Sacerdotal de Jesus vos confiamos, gratos por nos falarem desse Amor que dá sentido à nossa existência e "justifica a canseira do caminho" no dizer do Papa Bento XVI.

Convosco,

             Católicos de Portugal

             Maria Bandeira de Mello Mathias Cortez de Lobão

             e todos os que quiserem subscrever



publicado por Padre às 11:31
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010
Conclusões da reflexão do grupo paroquial de Caxinas sobre o presbítero.


publicado por Padre às 11:52
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010
Congresso Internacional sobre o Presbítero

Identidade do padre perante os desafios contemporâneos
Congresso Internacional decorre em Braga de 12 a 15 de Janeiro

Ao longo de 4 dias (12 a 15 de Janeiro), os participantes do Congresso Internacional sobre o Presbítero pretendem aprofundar a melhor forma de traduzir “a identidade do padre no contexto dos desafios contemporâneos” – disse à Agência ECCLESIA o Pe. Tiago Freitas, responsável pelo sector da Comunicação Social desta iniciativa, a realizar em Braga.

Para além das várias conferências, será apresentado um estudo que indicará como as pessoas vêem o padre e o que dele esperam. Foi orientado pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Católica. “Para além deste estudo será também apresentado o resultado das reflexões de alguns grupos paroquiais que foram seleccionados segundo as várias tipologias eclesiais da arquidiocese” – sublinhou o Pe. Tiago Freitas.

Para além do referido objectivo, o presbitério de Braga pretende “colocar questões, abrir horizontes, caminhar em conjunto para servir mais e melhor o povo de Deus e, naturalmente, a sociedade em geral”.Este congresso pretende celebrar o Ano Sacerdotal – proclamado por Bento XVI – e os 450 anos do Seminário Conciliar, fundado por Frei Bartolomeu dos Mártires. A parte final do congresso será no edifício do Seminário Conciliar e a restante será no Auditório Vita daquela cidade.

A questão vocacional não é a grande prioridade desta actividade. “Queremos reflectir sobre a identidade do sacerdote para ajudar o povo de Deus e a sociedade” – realça aquele responsável. E acrescenta: “é uma actualização do modelo deixado por Jesus”. A disponibilidade do sacerdote para estar com as pessoas e o carácter celebrativo são alguns tópicos desta identidade sacerdotal.

Recentemente teve início o Ano Europeu do combate à pobreza e à exclusão Social. O Pe. Tiago Freitas sublinha que a vertente social está “bem presente e tem sido uma forte aposta dos padres de Braga”.

Concerto

Após a sessão de abertura, às 21h00, o Congresso abre com um concerto coral "In memoriam presbyterorum" pela Cappella Bracarensis. O concerto terá no seu programa músicas de presbíteros bracarenses falecidos. 

Fundada em 1997, como octeto vocal, a Cappella Bracarensis surgiu da vontade de fazer música coral pelo prazer de cantar e pela tarefa de divulgar música de todas as épocas, com especial incidência na música portuguesa. Construiu um vasto repertório, que apresentou em numerosos concertos, no país e nos estrangeiro.

Entretanto, interrompeu as suas actividades entre 2000 e 2002. Ressurgiu em Outubro de 2002, de forma mais alargada como coro de câmara, reunindo a maioria dos seus membros fundadores e outros elementos que, entretanto, foram aderindo ao mesmo projecto. Já se apresentou em vários concertos, mantendo contudo os objectivos que animaram a sua fundação. Realizou já diversos concertos de música sacra e profana em Braga e noutras localidades do norte do país.

O reportório que vai apresentando revela especial incidência na música portuguesa, com preferência por música inédita de compositores do distrito de Braga, em que sobressaem Manuel Faria e Joaquim dos Santos.

No seu actual estado, a Capella Bracarensis encontra-se estreitamente ligada ao Centro Regional de Braga Universidade Católica Portuguesa, que disponibiliza local de ensaio e fornece apoio logístico ao grupo. João Duque é seu director artístico desde o início, tendo-se-lhe associado, desde 2008, Graça Miranda.

Programa
Dia 12 de Janeiro
21h - Sessão de abertura do Congresso Internacional sobre o Presbítero com o título "À escuta da Palavra".
21h30 - Concerto coral «In memoria presbyterorum» pela Cappella Bracarensis.

Dia 13 de Janeiro
9h - Laudes
9h30 - «Imagens do presbítero na história recente» por D. Carlos Azevedo (Bispo Auxiliar de Lisboa)
10h45 - Intervalo
11h15 - «Fundamentos escriturísticos do ministério ordenado» por D. António Couto (Bispo Auxiliar de Braga)
15h - «Apresentação do resultado do inquérito sobre  A figura do presbítero» por Vera Duarte (Faculdade de Ciências Sociais — UCP, Braga)
16h30 - Curta-metragem
16h45 - Debate
17h45 - Intervalo
18h - Eucaristia com Vésperas presidida por D. Manuel Linda, Bispo Auxiliar de Braga)

Dia 14 de Janeiro
9h30 - «As transformações actuais na Igreja e o ministério presbiteral» por Gisbert Greshake (Teólogo da Universidade de Freiburg, Alemanha).
10h45 - Intervalo
11h15 - «Fidelidade de Cristo, fidelidade do presbítero» por Mons. Jean-Louis Bruguès (Secretário da Congregação para a Educação Católica)
15h - Testemunhos: Fátima Campos Ferreira, jornalista | Isabel Jonet, Presidente do Banco Alimentar contra a Fome | Marcelo Rebelo de Sousa, Jurisconsulto | António Lobo Antunes, escritor.
17h30 - Intervalo
18h - Eucaristia com Vésperas presidida por D. António Couto, Bispo Auxiliar de Braga.
21h - Musical sobre o Presbítero. Grupo de Teatro S. João Bosco do Seminário Conciliar & Coro da Academia de Música de Guimarães.

Dia 15 Janeiro
9.30h – A face mutante do presbítero
Grupo de teólogos/João Duque (Faculdade de Teologia – U.C.P. Braga)
10.45h – Intervalo
11.15h – Na força do Espírito: dinamismo pneumatológico e espiritualidade sacerdotal
Santiago del Cura Elena (Decano da Faculdade de Teologia do Norte de Espanha, Burgos)
15.00h – Apresentação do resultado da reflexão de grupos paroquiais
Caxinas – Arciprestado Vila do Conde / Póvoa de Varzim
Painzela e Outeiro - Arciprestado de Cabeceiras de Basto
S. Miguel de Vizela – Arciprestado de Guimarães / Vizela
S. Vítor – Arciprestado de Braga
Vila Nova de Famalicão (S.to Adrião), Brufe e Cavalões – Unidade Pastoral do Arciprestado de Famalicão
17.00h – Síntese final
18.00h – Encerramento:
Vésperas com Eucaristia (D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga)
Jantar comemorativo: 450º Aniversário do edifício do Seminário Conciliar

In: AGÊNCIA ECCLESIA



publicado por Padre às 15:38
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010
Ano Sacerdotal


publicado por Padre às 17:23
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Setembro de 2009
Odenação Episcopal de D. Manuel Linda

 

Hoje, às 16 horas na igreja de Nossa Senhora da Conceição (Sé de Vila Real), D. Manuel Linda foi sagrado Bispo. Desempenhará o seu serviço episcopal como Auxiliar de Braga.


Alegramo-nos ao acolher na nossa Arquidiocese mais um Bispo, em pleno Ano Sacerdotal.

 

Ver mais Notícias AQUI, AQUI e AQUI

 



publicado por Padre às 19:34
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 30 de Julho de 2009
Ano Sacerdotal: Pe. Nélio Pita


publicado por Padre às 11:38
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 21 de Julho de 2009
ADOPTE UM PADRE!

 

“A vida dos sacerdotes sempre foi exigente. E nem poderia ser diferente, já que são chamados a continuar a missão de Cristo, o Bom Pastor. Em nossos tempos, porém, os desafios se multiplicam e exigem respostas sábias, decisões imediatas e constantes posicionamentos sobre os mais diversos temas. (…)”

“ADOPTE UM PADRE!
Dentre os sacerdotes que você conhece ou que actuam na Igreja, escolha um deles, e passe a rezar diariamente por sua santificação.

Ofereça sacrifícios para que ele exerça bem seu ministério.

De preferência, nunca lhe fale sobre isso, nem faça comentários a esse respeito com outras pessoas.

Os detalhes dessa “adopção” sejam conhecidos somente por si e pelo Bom Pastor. (…)

Fazendo isso, você estará respondendo a um apelo da Igreja, que constantemente nos recorda: ‘Todo o Povo de Deus deve incansavelmente rezar e trabalhar pelas vocações sacerdotais’. A sua resposta ao apelo de adoptar um padre determinado terá uma particularidade: você não estará rezando somente pelo clero em geral, mas por um padre com um nome e um rosto, o que, certamente, motivará ainda mais suas orações, jejuns e sacrifícios. (…)”
 

Dom Murilo S.R. Krieger, scj (Arcebispo de Florianópolis, Brasil)
 
 
Estamos no Ano Sacerdotal. Já adoptaste o teu padre? Então adopta um.

 

 

 

 

In: Padres Inquietos



publicado por Padre às 01:12
link do post | comentar | favorito

Sábado, 4 de Julho de 2009
Eu queria ser padre, mas não tenho quem me ajude

O Cardeal Pie, arcebispo de Poitiers, na França, costumava contar:
"Conheci perfeitamente um rapazinho pobre, nascido numa aldeia humilde de Chartres. Desejava muito ser sacerdote, mas os seus pais diziam-lhe que não era possível, porque não tinham dinheiro para pagar o seminário.
Certa vez, o pequeno entrou na Sé. Ao presenciar as cerimónias, tornaram-se mais fortes os desejos de ser sacerdote, mas... como consegui-lo?
Sem ser capaz de conter a sua tristeza desatou a chorar. Ao sair da igreja uma mulher, que vendia flores na praça, fixou-o e disse-lhe:
– Meu menino, porque choras? Que te fizeram?
Os soluços impediam-no de responder. Por fim falou, como quem confia um segredo:
– Eu queria ser padre, mas não tenho quem me ajude.
– Não te aflijas, filho, eu te ajudarei.
E assim foi. A vendedeira de flores trabalhava durante todo o dia e gastava as horas da noite a coser. Com o dinheiro que ia juntando, ajudou a pagar os estudos daquele rapazinho.
A vendedeira de flores já morreu. Os anjos levaram-na para muito alto no céu. O seu protegido vive e trabalha pela salvação das almas. Vós conhecei-lo. O pobrezinho que chegou a ser sacerdote, graças aos sacrifícios de uma santa mulher, sou eu, o vosso bispo".


Hoje há falta de padres

não por falta de dinheiro

mas talvez de oração.

Rezemos para que o Senhor da Messe

mande mais operários para a sua Messe.
 

In: Asas da Montanha

 



publicado por Padre às 10:37
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Carta aberta a todos os S...

Conclusões da reflexão do...

Congresso Internacional s...

Ano Sacerdotal

Odenação Episcopal de D. ...

Ano Sacerdotal: Pe. Nélio...

ADOPTE UM PADRE!

Eu queria ser padre, mas ...

Oração do Sacerdote

Abertura do Ano Sacerdota...

Abertura do Ano Sacerdota...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds