Em Igreja. Na Comunidade.

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009
Recolher


publicado por Padre às 16:35
link do post | comentar | favorito

Tu És a Água Viva


publicado por Padre às 16:27
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 21 de Julho de 2009
A queixaria
O Carlos estava a conversar com um senhor, à porta de um café, numa mesa de esplanada, para ocupar o tempo entre as goladas do café e o poisar da chávena.
Ambos sozinhos, isto é, um em cada mesa. Um com uma chávena de café e o outro com um traçadinho.
O segundo, na falta de assunto, puxa algo que se torna sempre interessante. O padre da freguesia. Começa a queixaria.
Sabe, o padre novo. Que tinha mudado isto. Que tinha dito aquilo. Que tinha feito não sei mais o quê que lhe tinham dito. Coisas de mulherio. Lá para as bandas do pinhal de cima. Uma vergonha, sabe.
Até que a certa altura o Carlos lhe perguntou se ele já conhecia o padre.
Poisou a chávena, levantou-se e pediu desculpa.
Peço desculpa por não me ter apresentado.
Como se nada fosse com ele, quando tudo tinha a ver com ele.
Padre Carlos. Muito prazer.
Partiu com um sorriso dentro dos lábios fechados pela pressão dos dentes.
Deixou a chávena vazia sobre a mesa, e o copo de vinho cheio com o seu dono.
O seu a seu dono, contou-me.
Tu já viste que nem se dão ao trabalho de confirmar as suspeitas ou de conhecer os suspeitos?
O que é preciso é dar uma de entendidos para maldizer os padres, seja ou não verdade.
Assuntos de café, ou de quem não tem que fazer, anui.
 

 

In: Confessionário dum Padre



publicado por Padre às 00:55
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009
Bêbedos, beatos, chatos e fundamentalistas

Para ler em: ASAS DA MONTANHA

 

 



publicado por Padre às 18:26
link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Junho de 2009
Será que tem medo de querer ser santo???

Muitas e muitas pessoas se riem e ficam no que lhe parece quando se fala de santidade, da vocação à santidade, de ser santo...
Para grande parte da gente nova e não só, santidade cheira a beatice, a fingimento. Ou então lembra uns seres especiais, esquisitos, que não são bem da "mesma carne e do mesmo sangue" dos restantes mortais. Alguém "que já nasceu assim", como me dizia há dias uma jovem.
Imaginem, por exemplo, o que seria alguém entrar num café ou numa tasca de umas das nossas aldeias onde toda a gente se diz católica e falar de santidade... Estão certamente a ver os sorrisos de gozo, as chaladas laterais e até o desprezo com que a ideia seria acolhida. Parece que o conceito de santidade caiu em desgraça, mais, se tornou desprezível.

Contudo a santidade é vocação universal: "Sede santos como é Santo o Pai que está no Céu." - Jesus Cristo.
O santo é o oposto a beatice.
O Santo é muito homem, a santa é muito mulher.
O santo é exactamente do mesmo corpo e do mesmo sangue de cada um de nós.
O santo faz-se santo, apesar das suas limitações, das suas trapalhadas, das suas inclinações, do seu temperamento, das suas quedas...
O santo é um enamorado de Deus, é um bom condutor, por isso a corrente de Deus passa facilmente por ele para o mundo.
O santo é uma pessoa livre, tão livre que é capaz de abrir à vontade e à graça de Deus.
Por isso, o santo ama o próximo, com um amor esquisitamente belo, com sabor divino.
Os santos inquietam, desinstalam, fomentam a esperança.
Os santos "incendeiam o mundo" com o amor de Deus, pelo que o mundo os procura apagar, para que a luz não ponha a claro as suas podridões.
Ai da Igreja, ai do mundo se não fossem os santos!

Será que tem medo de querer ser santo???

 

In: Asas da Montanha

 



publicado por Padre às 16:53
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 29 de Maio de 2009
Uma Igreja morta???

 

Alguém contava, que uma paróquia estava numa situação muito difícil, as pessoas zangavam-se com facilidade, familiares que não se falavam, divisões que eram criadas, a catequese andava mal, á Igreja iam cada vez menos pessoas, todos se sentiam desmotivados. Era preciso fazer algo para reverter o caos. Mas ninguém queria assumir nada.
O pároco andava preocupado mas ninguém colaborava com ele. Ninguém se queria chatear…
Um dia, as pessoas deram conta de um folheto que estava em várias vitrinas da paróquia e que dizia: “Faleceu ontem a pessoa que nada fez pela comunidade… antes pelo contrário…ela contribuiu para a queda da comunidade…quem quiser está convidado para o seu velório, amanhã na Igreja pelas 16.00”…
No início, todos se entristeceram, afinal era a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava a prejudicar a paróquia...
No dia seguinte ás 16.00 horas a Igreja estava cheia. O sacerdote começou as cerimónias com a urna fechada, a dada altura disse: “Quem quiser prestar a sua última homenagem, pode fazê-lo agora ordenadamente e em silêncio”. Todos estavam curiosos…
Um a um, os paroquianos aproximavam-se do caixão, olhavam para dentro do caixão e engoliam em seco, ficando no mais absoluto silêncio como se tivessem sido atingidos no fundo da alma.
Dentro do caixão estava apenas um espelho…cada um via a sua própria imagem...
 
Pensemos:
Só existe uma pessoa capaz de limitar o seu próprio crescimento: eu mesmo.
Eu sou a única pessoa que pode fazer a revolução da minha vida.
Eu sou a única pessoa que pode prejudicar a minha vida.
Eu sou a única pessoa que se pode ajudar a si mesmo.
É dentro do meu coração que encontro a solução.
O resto são desculpas.

 

In: COISAS



publicado por Padre às 15:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 28 de Maio de 2009
"A queixaria"

Convido a ler e meditar este Post e respectivos comentários do Confessionário dum Padre

A queixaria em http://eupadre.blogspot.com/2009/05/queixaria.html

 



publicado por Padre às 00:10
link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Maio de 2009
COMO ENCARAS “OS TEUS PROBLEMAS”

Uma vez, perguntaram a um sábio:

- Por que existem pessoas que saem facilmente dos problemas mais complicados, enquanto outras sofrem por problemas muito pequenos, morrem afogadas num copo de água?
O sábio sorriu e contou esta história...
"Era uma vez um homem que viveu toda a sua vida, fiel à palavra de DEUS.
Quando morreu, todos diziam que ele iria para o céu. Um homem tão bondoso quanto ele só poderia ir para o Paraíso.
Ir para o céu era importante para aquele homem, mas houve um erro ao chegar ao céu.
O Homem que o recebeu, deu uma olhada rápida nas fichas em cima do balcão e, como não viu o nome dele na lista, orientou-o para ir ao Inferno. E no Inferno, tu sabes como é, ninguém exige crachá nem convite, qualquer um que chega é convidado a entrar.
O homem entrou e foi ficando.
Alguns dias depois, Lúcifer chegou furioso às portas do Paraíso para tirar satisfações por causa daquele homem que lhe tinham enviado.
- Isto é injusto! Nunca imaginei que fossem capazes de fazer uma coisa destas. O que vocês fizeram não é justo!
Sem saber o motivo de tanta raiva, o Homem da recepção, surpreso, perguntou o que se passava.
Lúcifer, transtornado, desabafou:
- Vocês mandaram aquele homem para o Inferno e ele está a fazer a maior bagunça lá. Ele chegou e começou a escutar as pessoas, olhando-as nos olhos, conversando com elas. Agora, estão todos a conversar, aos abraços e aos beijos. O inferno está insuportável, parece o Paraíso!
E então fez um apelo:
- Por favor, peguem nele e tragam-no para cá!"
 
Quando o sábio acabou de contar esta história olhou-me carinhosamente e disse:
- Vive com tanto amor no coração que se, por engano, fores parar ao Inferno, o próprio demónio te manda de volta para o Paraíso.
 
 
Problemas fazem parte da nossa vida, porém não deixes que eles te transformem numa pessoa amargurada. As crises vão estar sempre a acontecer e às vezes tu não terás escolha.
A tua vida é sensacional e de repente podes descobrir que uma pessoa amada está doente; que o teu casamento ou relacionamento está quase no fim, que o teu trabalho não corre bem, que a política económica do governo mudou; isso traz infinitas possibilidades de problemas. 
 
JESUS disse...
Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. (João 16 : 33)


publicado por Padre às 17:16
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Nas mãos do Pai...

“Porquê ir à Igreja”

SUSSURROS DE DEUS

De onde vêm os bebés?

O ANEL

Oração de Jesus

A carroça vazia

A Paz Universal

Recolher

Tu És a Água Viva

A queixaria

Bêbedos, beatos, chatos e...

Será que tem medo de quer...

Uma Igreja morta???

"A queixaria"

COMO ENCARAS “OS TEUS PRO...

A medida do Padre

O FERREIRO

O gigantesco segredo do c...

Viagem única

Estou?

COISAS FORA DE MODA

Artigo publicado pela edi...

DÁ PARA REFLECTIR....

Aprendam...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

as minhas fotos
blogs SAPO
subscrever feeds