Em Igreja. Na Comunidade.
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009
FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ

ANO C
Domingo dentro da Oitava do Natal
27 de Dezembro de 2009

 

Sagrada Família de Jesus, Maria e José – FESTA
Branco – Ofício da festa (Semana I do Saltério). Te Deum.
X Missa própria, Glória, Credo, pf. do Natal.

L 1 Sir 3, 3-7. 14-17a (gr. 2-6. 12-14); Sal 127, 1-2. 3. 4-5
L 2 Col 3, 12-21
Ev Lc 2, 41-52
ou:
L 1 1 Sam 1, 20-22. 24-28; Sal 83, 2-3. 5-6. 9-10
L 2 1 Jo 3, 1-2. 21-24
Ev Lc 2, 41-52

* Proibidas as Missas de defuntos, excepto a exequial.
* No Carmelo da Sagrada Família (Moncorvo) – Sagrada Família de Jesus, Maria e José, Titular do Carmelo – FESTA
* Na Congregação da Divina Providência e Sagrada Família (Braga) – Sagrada Família de Jesus, Maria e José, Titular da Congregação
FESTA
* II Vésperas da festa – Compl
. dep. II Vésp. dom.
 
 
As leituras deste domingo complementam-se ao apresentar as duas coordenadas fundamentais a partir das quais se deve construir a família cristã: o amor a Deus e o amor aos outros, sobretudo a esses que estão mais perto de nós – os pais e demais familiares.
O Evangelho sublinha, sobretudo, a dimensão do amor a Deus: o projecto de Deus tem de ser a prioridade de qualquer cristão, a exigência fundamental, a que todas as outras se devem submeter. A família cristã constrói-se no respeito absoluto pelo projecto que Deus tem para cada pessoa.
A segunda leitura sublinha a dimensão do amor que deve brotar dos gestos de todos os que vivem “em Cristo” e aceitaram ser Homem Novo. Esse amor deve atingir, de forma mais especial, todos os que connosco partilham o espaço familiar e deve traduzir-se em determinadas atitudes de compreensão, de bondade, de respeito, de partilha, de serviço.
A primeira leitura apresenta, de forma muito prática, algumas atitudes que os filhos devem ter para com os pais. É uma forma de concretizar esse amor de que fala a segunda leitura.

In: ECCLESIA

tags:

publicado por Padre às 16:10
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Dezembro de 2009
NATAL DO SENHOR

ANO C
25 de Dezembro de 2009

 

 

Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
Missa própria do dia, Glória, Credo, pf. próprio.
Missa da noite
L 1 Is 9, 1-6; Sal 95, 1-2a. 2b-3. 11-12. 13
L 2 Tito 2, 11-14
Ev Lc 2, 1-14
Missa da aurora
L 1 Is 62, 11-12; Sal 96, 1 e 6. 11-12
L 2 Tito 3, 4-7
Ev Lc 2, 15-20
 Missa do dia
L 1 Is 52, 7-10; Sal 97, 1. 2-3ab. 3cd-4. 5-6
L 2 Hebr 1, 1-6
Ev Jo 1, 1-18 ou Jo 1, 1-5. 9-14

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Proibidas as Missas em oratórios privados.
* Hoje, os sacerdotes podem celebrar ou concelebrar três Missas, contanto que as celebrem nos devidos tempos. Aquele que celebrar apenas uma Missa, deve tomar os textos mais adaptados à hora do dia.
* O sacerdote que celebrar hoje três vezes, pode conservar para si os três estipêndios (CDC cân 951, § 1).
* Na Diocese de Beja – Ofertório para o Fundo Comum do Clero.
* Na Arquidiocese de Évora – Ofertório para a Fraternidade Sacerdotal.
* II Vésperas da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.
* Esta solenidade tem Oitava.

Tema da “missa do dia” do Natal do Senhor

O tema desta Eucaristia pode girar à volta da expressão “a Palavra fez-se carne e habitou entre nós”.
A primeira leitura anuncia a chegada de Deus ao meio do seu Povo. Ele é o rei que traz a paz e a salvação, proporcionando ao Povo de Deus uma era de felicidade sem fim. O profeta convida, pois, a substituir a tristeza pela alegria e pelos gritos de vitória.
A segunda leitura apresenta, em traços largos, o plano salvador de Deus. Insiste, sobretudo, que esse projecto alcança o seu ponto mais alto com o envio de Jesus, a “Palavra” de Deus que os homens devem escutar e acolher.
O Evangelho desenvolve o tema esboçado na segunda leitura e apresenta a “Palavra” viva de Deus, tornada pessoa em Jesus. Sugere que a missão do Filho/“Palavra” é completar a criação primeira, eliminando tudo aquilo que se opõe à vida e criando condições para que nasça o homem novo, o homem da vida em plenitude, o homem que vive uma relação filial com Deus.


In: ECCLESIA

 



publicado por Padre às 07:36
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Dezembro de 2009
4º DOMINGO DO TEMPO DO ADVENTO

ANO C
20 de Dezembro de 2009

 

Roxo – Ofício próprio (Semana IV do Saltério). Te Deum.
 Missa própria, Credo, pf. II do Advento.

L 1 Miq 5, 1-4a; Sal 79, 2ac e 3b. 15-16. 18-19
L 2 Hebr 10, 5-10
Ev Lc 1, 39-45

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* II Vésperas do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom

Tema do 4º Domingo do Tempo do Advento

Nestes últimos dias antes do Natal, a mensagem fundamental da Palavra de Deus gira à volta da definição da missão de Jesus: propor um projecto de salvação e de libertação que leve os homens à descoberta da verdadeira felicidade.
O Evangelho sugere que esse projecto de Deus tem um rosto: Jesus de Nazaré veio ao encontro dos homens para apresentar aos prisioneiros e aos que jazem na escravidão uma proposta de vida e de liberdade. Ele propõe um mundo novo, onde os marginalizados e oprimidos têm lugar e onde os que sofrem encontram a dignidade e a felicidade. Este é um anúncio de alegria e de salvação, que faz rejubilar todos os que reconhecem em Jesus a proposta libertadora que Deus lhes faz. Essa proposta chega, tantas vezes, através dos limites e da fragilidade dos “instrumentos” humanos de Deus; mas é sempre uma proposta que tem o selo e a força de Deus.
A primeira leitura sugere que este mundo novo que Jesus, o descendente de David, veio propor é um dom do amor de Deus. O nome de Jesus é “a Paz”: Ele veio apresentar uma proposta de um “reino” de paz e de amor, não construído com a força das armas, mas construído e acolhido nos corações dos homens.
A segunda leitura sugere que a missão libertadora de Jesus visa o estabelecimento de uma relação de comunhão e de proximidade entre Deus e os homens. É necessário que os homens acolham esta proposta com disponibilidade e obediência – à imagem de Jesus Cristo – num “sim” total ao projecto de Deus.


In: ECCLESIA


tags:

publicado por Padre às 16:47
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009
Presépio sem Menino Jesus

Há uns anos atrás, fiz um comentário espontâneo perante o Presépio: talvez fosse adequado não colocar o Menino Jesus no Presépio antes do Natal, uma vez que nessa altura é que se celebra o seu Nascimento.

A ideia foi adoptada por muitas pessoas e acaba por ter um efeito pedagógico. Ao olhar para o Presépio todos se questionam pela falta do Menino e lá surge a resposta: ainda não é Natal. Se o Menino Jesus já lá estivesse provavelmente poucos pensariam no Tempo Litúrgico do Advento. Assim, torna-se mais fácil perceber quando é Tempo de Advento e Tempo de Natal.

Um dia destes uma menina pequenina foi com a mãe ver o Presépio da Igreja e disse logo: falta o Menino Jesus. Foi motivo para lhe explicar porquê. Outro dia, uma colaboradora empenhada na comunidade pediu para benzer o Presépio. Reparei que o Menino Jesus estava coberto com alguma palha que o tapava. A Senhora explicou um pouco preocupada que o Menino estava colado e não podia tirá-lo até ao Natal.

Espanta-me como pequenos gestos e comentários causam tanto efeito e actividades muito elaboradas não dão resultados.

É assim que todos vivemos o Advento com mais expectativa até ao Natal em que surge o Menino Nascido.

 

 



publicado por Padre às 12:54
link do post | comentar | favorito

Amor a Cristo e à Igreja

A Irmã Glenda dá-nos, através da música, um novo alento para viver a fé.

 

 



publicado por Padre às 00:10
link do post | comentar | favorito

Sábado, 12 de Dezembro de 2009
3º DOMINGO DO TEMPO DO ADVENTO

ANO C
13 de Dezembro de 2009

 

Roxo ou rosa – Ofício próprio (Semana III do Saltério).
Te Deum.
 Missa própria, Credo, pf. I do Advento.

L 1 Sof 3, 14-18a; Is 12, 2-3. 4bcd. 5-6
L 2 Filip 4, 4-7
Ev Lc 3, 10-18

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Pode usar-se, neste domingo, a cor de rosa (IGMR 346 f: EDREL 591 f).
* Na Diocese de Lamego – Ofertório para a Obra da Catequese.
* II Vésperas do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

As leituras atribuídas a esta semana só se utilizam até 16 de Dezembro inclusive.

Tema do 3º Domingo do Tempo do Advento

O tema deste 3º Domingo pode girar à volta da pergunta: “e nós, que devemos fazer?” Preparar o “caminho” por onde o Senhor vem significa questionar os nossos limites, o nosso egoísmo e comodismo e operar uma verdadeira transformação da nossa vida no sentido de Deus.
O Evangelho sugere três aspectos onde essa transformação é necessária: é preciso sair do nosso egoísmo e aprender a partilhar; é preciso quebrar os esquemas de exploração e de imoralidade e proceder com justiça; é preciso renunciar à violência e à prepotência e respeitar absolutamente a dignidade dos nossos irmãos. O Evangelho avisa-nos, ainda, que o cristão é “baptizado no Espírito”, recebe de Deus vida nova e tem de viver de acordo com essa dinâmica.
A primeira leitura sugere que, no início, no meio e no fim desse “caminho de conversão”, espera-nos o Deus que nos ama. O seu amor não só perdoa as nossas faltas, mas provoca a conversão, transforma-nos e renova-nos. Daí o convite à alegria: Deus está no meio de nós, ama-nos e, apesar de tudo, insiste em fazer caminho connosco.
A segunda leitura insiste nas atitudes correctas que devem marcar a vida de todos os que querem acolher o Senhor: alegria, bondade, oração.


 

In: ECCLESIA



publicado por Padre às 12:33
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009
3º Domingo do Advento
D. António Couto comenta a Palavra de Deus
Mesa de Palavras é o novo espaço, em formato de vídeo, onde D. António Couto comenta a Palavra de Deus.
 

Deixo aqui um convite para rever o 2º Domingo do Advento e preparar o 3º, com a ajuda de D. António Couto, um bom comunicador e profundo conhecedor da Palavra de Deus.

 

Basta ir a http://www.diocese-braga.pt/ ou "clicar" no título sublinhado em cima.

 



publicado por Padre às 21:20
link do post | comentar | favorito

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA

8  Dezembro
 

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA,
Padroeira principal de Portugal e das Dioceses de Évora,
Santarém, Setúbal e Vila Real – SOLENIDADE
Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
 Missa própria, Glória, Credo, pf. próprio.

L 1 Gen 3, 9-15. 20; Sal 97, 1. 2-3ab. 3cd-4
L 2 Ef 1, 3-6. 11-12
Ev Lc 1, 26-38

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Proibidas as Missas em oratórios privados.
* No Patriarcado de Lisboa – Ofertório para a Fraternidade Sacerdotal.
* Na Diocese de Santarém – Titular da Igreja Catedral; ofertório para a Fraternidade Sacerdotal.
* Na Diocese de Setúbal – A solenidade tem o título de Santa Maria da Graça.
* Na Ordem Franciscana – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Padroeira principal da Ordem.
* Na Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, no Instituto das Irmãs Missionárias Combonianas, e na Sociedade Missionária da Boa Nova – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Padroeira.
* Na Congregação das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres, na Congregação do Santíssimo Redentor, no Instituto das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado e nas Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Padroeira principal.
* Na Congregação dos Marianos da Imaculada Conceição – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Titular e Padroeira principal.
* Nas Dioceses de Cabo Verde – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria – SOLENIDADE
* Nas Dioceses da Guiné-Bissau – Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria – SOLENIDADE
* II Vésperas da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.

 
Nota Histórica  
Mais do que qualquer outro tempo do Ano Litúrgico, o Advento é tempo de Maria, pois é nele que A vemos em mais íntima relação com o Seu filho, ao Qual está unida «por vínculo estreito e indissolúvel» (LG. 53).
Se o Senhor veio ao meio dos homens, se Ele vem ainda, é por meio de Maria. N’Ela se cumpre, na verdade, o mistério do Advento.
Embora, na sua origem e no seu princípio, a Solenidade da Imaculada Conceição, que vem do século XI, não nos apareça em ligação com o Advento, contudo ela é uma verdadeira festa do Advento. Ela é a aurora que precede, anuncia e traz em si o Dia novo, que está para surgir no Natal.
Enaltecendo a Virgem Maria, esta Solenidade, em vez de nos desviar do Mistério de Cristo, leva-nos, pelo contrário, a exaltar a obra da Redenção, ao apresentar-nos Aquela que foi a primeira a beneficiar dos seus frutos, tornando-se a imagem e o modelo segundo o qual Deus quer refazer o rosto da Humanidade, desfigurado pelo pecado.
Assim como na aurora se projecta a luz do sol, de cujos raios ela tira a vida, assim em Maria Imaculada se reflecte o poder do Salvador que está para vir: a Seus méritos Ela deve, com efeito, o ter sido «remida de modo mais sublime» (LG. 53).
Festa de Advento, a Solenidade da Imaculada Conceição constitui uma bela preparação para o Natal.
 

In: ECCLESIA



publicado por Padre às 07:10
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Carta aberta a todos os S...

SANTO CURA D’ARS: UM MAGN...

10º DOMINGO DO TEMPO COMU...

5º DOMINGO DO TEMPO PASCA...

Nós, Jovens, acolhemos o ...

4º DOMINGO DA PÁSCOA

Parabéns Bento XVI

2º DOMINGO DA QUARESMA

Nas mãos do Pai...

1º DOMINGO DA QUARESMA

Quaresma

6º DOMINGO DO TEMPO COMUM

“Porquê ir à Igreja”

Dia Nacional da UCP

5º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Conclusões da reflexão do...

4º DOMINGO DO TEMPO COMUM

3º DOMINGO DO TEMPO COMUM

2º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Congresso Internacional s...

BAPTISMO DO SENHOR

Natal de quem?

SUSSURROS DE DEUS

Ano Sacerdotal

O Apóstolo PAULO

Teatro "Paulo de Tarso"

SOLENIDADE DA EPIFANIA DO...

FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA ...

NATAL DO SENHOR

4º DOMINGO DO TEMPO DO AD...

Presépio sem Menino Jesus

Amor a Cristo e à Igreja

3º DOMINGO DO TEMPO DO AD...

3º Domingo do Advento

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VI...

2º DOMINGO DO TEMPO DO AD...

De onde vêm os bebés?

1º DOMINGO DO TEMPO DO AD...

O riso do Papa João Paulo...

34º DOMINGO DO TEMPO COMU...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

tags

todas as tags

as minhas fotos
Hit Counter
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds